Primeiro Centro de Transmissão

 
       
   

As obras para a instalação da Radio Difusora que seria a estação oficial de Minas Gerais se iniciaram em finais de 1935. A respeito da instalação do transmissor e antena, os documentos atestam que, para o acesso ao terreno da antiga Fazenda Gameleira - Galinheiros, pertencente ao Instituto João Pinheiro, ainda se fazia necessária a construção de parte da estrada “Belo Horizonte - Pará de Minas” (hoje Av. Amazonas), que daria acesso à região. Os primeiros trabalhos foram de limpeza do terreno e encascalhamento, que contou com mão-de-obra de tarefeiros, que empreitaram o trabalho por meses seguidos.

 
       
   

Esses documentos relativos à instalação do transmissor e antena foram localizados no fundo da Secretaria de Viação e Obras Públicas que se encontra no Arquivo Publico Mineiro. Trata-se de relatórios, recibos, documentos da contabilidade expedidos pela tesouraria da Secretaria de Agricultura. Neles também são informados os custos das obras, os despachos do engenheiro responsável, nomes dos trabalhadores/tarefeiros, os dias trabalhados, o valor da jornada de trabalho e as assinaturas do recebimento do pagamento pelo serviço.

 
       
   

No topo mais alto da Fazenda Gameleira, pertencente ao Instituto João Pinheiro, foi constituído o sistema de transmissão da PRI-3 com um prédio para o grande transmissor Marconi de 22Kw e 140Kw na base (geração de energia), linha de transmissão, casa de sintonia, duas torres  de 95 metros para sustentação da antena multifios de 3/8" em "T" de 195 metros de comprimento e ainda mais abaixo a residência do operador do transmissor.

 
       
   

As 4 horas da tarde o gerador principal era ligado e as transmissões iniciavam as 5 horas, todos os equipamentos eram desligados após o final da programação a meia noite. 

 
       
   

Fonte: APCBH

 
   

Foto aérea tirada em 1953

 
       
   

Transmissor da PRI-3

 
       
   

 
       
   

Fonte: Folha de Minas, 2 setembro de 1939 p.4

 
   

Acima as duas grandes torres de 95 metros, os geradores de alta tensão e o técnico da PRI-3, tendo nas mãos uma das válvulas rectificadoras.

 
       
   

 
   

Válvula retificadora CAR-2

O Transmissor utilizava destas 8 válvulas. Na foto acima da para se ter uma idéia o tamanho dessa válvula.

 
       
   

Fonte: Folha de Minas, 2 setembro de 1939 p.4

 
   

Ao fundo o transmissor Marconi de 22Kwatts e a Mesa de Controle (Console) do transmissor.

 
       
   

* Por não existirem fotos de todos os equipamentos da PRI-3, as fotos abaixo são de equipamentos iguais, fornecidos pela MARCONI para outras emissoras em todo o mundo.*

 
       
   

Fonte: BBC

 
   

Na década de 1930 as redes elétricas não eram confiáveis quanto ao fornecimento e também a estabilidade, portanto era normal em todo o mundo a utilização de geradores a diesel.

 
   

Dois  geradores (um principal e o outro na reserva) com motores de 420cv a diesel de 6 cilindros cada, giravam os geradores de 230 volts CC, cada um capaz de produzir 140KW.

 
       
   

Fonte: BBC

 
   

Geradores secundários movidos por motores de 230 volts CC vindo dos geradores a diesel

 
       
   

Fonte: BBC

 
   

Geradores secundários movidos por motores de 230 volts CC vindo dos geradores a diesel

 
       
   

Fonte: BBC

 
   

Três máquinas, cada uma capaz de produzir, 55KW, para alimentar os filamentos de válvulas de 23V.

 
       
   

Fonte: BBC

 
   

Três geradores de intertravamento de alta tensão forneceram 12KV, 70KW alimentando os ânodos das válvulas de saída e os grupos geradores menores fornecendo tensões e correntes inferiores para outros estágios do transmissor.

 
       
   

Fonte: BBC

 
 
   

Válvulas retificadoras de arco de mercúrio.

 
       
   

Fonte: BBC

 
   

Detalhe do quadro de distribuição de energia

 
       
       
   

 
   

Detalhe da unidade "A"

 
       
   

 
   

Unidade  "C", Detalhe para as válvulas CAM de modulação.

 
       
   

Fonte: Internet

 
   

Válvula CAM

 
       
   

 
   

Detalhe do painel da Unidade "D", estagio de saída dos 22kwatts

 
       
   

 

 
   

Sistema irradiante da PRI-3

 
   

 

 
   

Antena em "T" multifios MARCONI.

 
       
   

Fonte: APCBH

 
   

As duas torres de 95 metros e 30 toneladas cada eram isoladas do solo através de grandes isoladores de porcelana.

Foram construídas em aço pela COLVILLES BRITISH STEEL, conforme especificações da The Marconi Company (The Wireless Telegraph & Signal Company).

Eram pintadas em faixas nas cores em preto e amarelo e iluminadas por grandes holofotes em suas bases.

 
       
   

Fonte: APCBH

 
   

Foto de 1965, pode-se ver o prédio do transmissor e a casa de sintonia.

A torre da direita já havia sido transferida em 1960 para a TV Ceará em Fortaleza.

A esquerda o prédio do Convento das Irmãs Enclausuradas, hoje Academia de Policia da Policia Civil de Minas Gerais.

 
       
   

 
   

Casa de sintonia ao centro das duas torres. Detalhe para os isoladores de porcelana nas bases.

 
       
   

 
   

Torre de sustentação da Antena em "T" e a casa de sintonia a direita

 
       
   

 
   

Antena em "T" multifios (3/8") MARCONI.

 
       
   

 
   

Antiga ilustração  da montagem de uma antena em "T" multifios (3/8") MARCONI.

Em baixo a casa de sintonia, linha de transmissão e prédio do transmissor

 
       
   

 
   

Antiga ilustração da montagem de uma antena em "T" MARCONI.

Note os isoladores brancos na base da torre e os isoladores entre os fios da antena e as torres.

 
       
   

Fonte: APCBH

 
   

Foto tirada da Av. Eugenio Pacelli (Cidade Industrial) na década de 50 mostra ao fundo duas torres de transmissão

 
       
   

 

 
   

TORRE-1

 
       
   

No dia 23 de maio de 1959, era lançada a pedra fundamental do prédio, da TV Ceará, emissora de televisão sediada em Fortaleza - CE, pertencia aos Diários Associados, na época controlado por Assis Chateaubriand. Em Dezembro de 1959 a TORRE 1 de 95 metros do sistema de irradiante do transmissor MARCONI de 22KWs,  foi desmontada e enviada de navio para Fortalesa-CE. Em janeiro 1960, foi descarregado, no porto do Mucuripe, todo o material da torre que seria utilizada como base para o mastro das antenas de transmissão da emissora.

Seus isoladores de porcelana foram substituídos por blocos de ferro fundido, trabalho esse executados na oficina da Rede Viação Cearense.

 
       
   

Fonte: Internet
   

Torre-1 montada na sede da TV Ceará em Fortaleza-CE - Era utilizada como apoio para o mastro das as antenas da emissora.

 
       
   

Fonte: Internet
       
   

Fonte: Internet
       
   

Fonte: Internet

       
   

Fonte: Internet
   

Os isoladores de porcelana foram substituídos por blocos de de ferro fundido.

 
       
   

Fonte: Internet
   

Torre-1 montada na sede da TV Ceará em Fortaleza-CE - Era utilizada como apoio para o mastro das as antenas da emissora.

 
       
   

TORRE-2

 
       
       
   

Fonte: APCBH
   

A Torre-2 a esquerda da foto, foi vendia e desmontada por volta de 1978 para a Rádio 98 FM sendo remontada no alto do Bairro São Lucas em Belo Horizonte.

 
       
   

Fonte: Internet
   

"No topo da torre de cem metros, que fica no Bairro São Lucas, permanece instalada a antena usada na antiga frequência de 98,2 MHz. Na verdade a torre é uma antena AM, de aço inglês, comprada da rádio Inconfidência quando ficava instalada na região da antiga Fazenda Gameleira. Lá fazia par com outra igual vendida para a TV Ceará em Fortaleza."     https://pt.wikipedia.org/wiki/98_FM_(Belo_Horizonte)

 
       
   

Fonte: Internet
       
   

Fonte: Internet
       
   

 
       
   

 
       
   

 
   

Isoladores de porcelana nas bases da torre

 
       
   

 
   

Isoladores de porcelana nas bases da torre

 
       
   

 
       
   

Fonte: Internet

 
       
   

Fonte: Internet

 
       
       
   

Fonte: Google Maps

 
   

Bairro Nova Gameleira com a área da antiga Fazenda Gameleira totalmente urbanizada.

 
   

 

 
   

Em 1940 através da Portaria n. 544 de 16 de outubro de 1940, foi concedida a permissão para a Radio Inconfidência estabelecer uma estação radio-difusora de ondas curtas de 5 KW. de potência, na cidade de Belo Horizonte, Estado de Minas Gerais, no mesmo local da atual estação de ondas médias.

 
   

Portaria

 
       
    Em 1945, entrou no ar em 2 canais da Inconfidência de Ondas Curtas. (PRK-5 de 6010KHz e 5KW e o PRK-9 15190KHz de 500w)